O que é Dropshipping?

Se você está buscando entender o que é Dropshipping leia esse conteúdo até o final, pois, aqui irei lhe apresentar tudo o que você precisa saber sobre o tema.

Assim, a partir dele você estará pronto para decidir se está pronto ou não para começar um negócio nesse modelo. Boa leitura!

Como fazer Dropshipping?

Dropshipping é considerado uma modalidade de vendas, onde o lojista (dono da empresa) recebe o pedido do cliente e repassa a venda para o fornecedor.

Assim, o fornecedor será o único responsável por preparar o produto e enviar ao consumidor.

Esse tipo de interação acontece tanto no mercado nacional quando internacional.

É bem verdade que a dois anos trás, o modelo era focado totalmente no mercado internacional, em plataformas como Aliexpress.

Ou seja, você irá trabalhar sem estoque e irá intermediar o processo de compra.

Portanto, volto a lembrar que o fornecedor será responsável pela embalagem do produto e entrega, ou seja, é preciso ter atenção na hora de escolher o seu.

Dropshipping – Como ele realmente funciona?

Agora que você já entendeu o conceito, de maneira geral, do que é o Dropshipping, chegou o momento de falarmos como ele pode ser colocado na prática.

– Primeiro pedido:

No mundo Dropshipping tudo começa quando realiza o primeiro pedido do cliente, depois de ele verificar todo o seu estoque.

O seu estoque, no caso, é enviado de maneira prévia pelo seu fornecedor, afinal de contas, você só pode vender o que ele tem.

A primeira coisa que precisa ser considerado na hora dessa venda é entender até onde o seu fornecedor pode entregar.

Por exemplo, se ele for uma empresa internacional, pode ser que ele não consiga entregar no Brasil, nesse caso, ele não pode ser vendido para quem se localiza no Brasil.

E o segundo item que precisa de atenção é a quantidade de produtos que o fornecedor ainda tem no estoque.

Se o cliente quer 10 produtos e o fornecedor tem 7, então, o cliente não vai poder levar 10 produtos.

Portanto, a primeira etapa do Dropshipping é realizar um alinhamento muito bom entre você e o seu fornecedor.

Assim, você vai evitar que a experiência do seu cliente, no site, seja prejudicada.

– Envie os pedidos na ordem de compra:

Depois que o cliente realizar o pedido do produto, você vai esperar a aprovação do pagamento e depois encaminhar a ordem para o fornecedor enviar o produto.

Nesse caso, esse é um acordo que você precisa fazer com o seu fornecedor.

Ou seja, o cliente não vai saber que você tem um modelo de negócio Dropshipping e por essa razão, ele não deve ser afetado por algum problema que você tiver com o fornecedor.

Desta maneira, tenho certeza de que o processo de venda vai conseguir fluir naturalmente, como qualquer outro tipo de negócio feito na internet.

– Hora de entregar o produto:

Para finalizar o processo, o seu fornecedor irá ficar responsável pela última etapa da venda do cliente.

Ou seja, o fornecedor irá ficar responsável por fazer as entregas do produto, desde a embalagem até o transporte que vai levar o item a casa do consumidor.

Mas você, lojista, não irá ficar totalmente isento da responsabilidade, ok? Pois, será preciso pedir o código de rastreamento da transportadora e enviar ao cliente.

Esse passo você pode fazer por email ou mesmo dentro da sua loja online, para que ele acompanhe o status da empresa e saiba que a sua loja é de confiança.

Quais são as maiores vantagens e desvantagens do Dropshipping?

Agora que você já entendeu o que é Dropshipping e como ele funciona na prática, vamos analisar os pontos positivos e negativos desse método.

modelo de dropshipping

O termo, Dropshipping, está famoso no Brasil a algum tempo, entretanto, houve muitos problemas ligado a eles que acabou gerando um certo receio se essa é uma modalidade de venda interessante.

Entretanto, com o passar dos meses o mercado de ecommerce foi se adequando a esse modelo de negócio, inclusive, os fornecedores.

Afinal de contas, como você pode ver anteriormente, trata-se do maior responsável pela entrega do produto ao cliente.

Portanto, agora com o mercado entendendo bem o conceito e aplicando corretamente o modelo, vamos falar um pouco das vantagens e das desvantagens (nem tudo são flores) do Dropshipping.

Maiores vantagens de se fazer Dropshipping:

– Simples para começar a empreender:

Com o Dropshipping você não vai precisar de uma grande quantia de investimento para começar o seu negócio.

O dinheiro será mais para focar em publicidade e design da sua loja virtual, deixando-a atraente para quem visitá-la e assim vender.

– Flexibilidade de vendas:

Com um modelo Dropshipping você pode alcançar clientes do mundo inteiro, sendo que quando se é uma loja física, por exemplo, você se limita a uma região ou cidade.

Além disso, alguns fornecedores só enviam produtos para determinados lugares, então você pode se conectar com eles no mundo inteiro para enviar os produtos a seus clientes.

Esse item é bem interessante porque o frete se torna bem atrativo e, bem sabemos que, o valor final da entrega conta muito no processo de compra para o cliente.

– Diversidade nos produtos:

Com uma diversidade de fornecedores, você irá conseguir atender muito bem as necessidades dos seus clientes.

Além disso, as opções de produtos irão ampliar no site, gerando maior receita para o seu negócio.

– Minimiza o processo de gerenciamento:

Aqui o benefício é para os dois lados.

Portanto, se você é o fornecedor, fique tranquilo, pois, você não vai precisar se preocupar com nenhum tipo de gestão da loja virtual.

Ou seja, as vendas em si não serão da sua conta, apenas a embalagem e a entrega do produto.

Por outro lado, se você tem uma loja virtual, você não precisa se importar muito com o gerenciamento de estoque ou mesmo a logística.

Logo, o Dropshipping mostra ser muito interessante para ambas as partes, cada um com o foco na sua parte.

Maiores desvantagens de se fazer Dropshipping

Mesmo que esse seja um modelo de negócio bem promissor, existem algumas coisas que você precisa saber, antes de entrar no Dropshipping, como:

– A competição do mercado é grande:

Com o crescimento do modelo Dropshipping, muitos empreendedores estão iniciando aqui e o mercado, naturalmente, satura.

Nesse caso, você precisa criar um plano de negócio que mostre qual é o diferencial do seu negócio.

Assim, as chances de passar pelos concorrentes será maior.

– O lucro pode não ser tão grande quanto você espera:

Como você está lidando com muitos concorrentes, naturalmente, se vender os mesmos tipos de produto, você vai precisar lidar com a guerra de preços.

Vender via dropshipping

Ou seja, em alguns casos você vai precisar reduzir o preço, obtendo um lucro mínimo para que as pessoas comprem de você.

Entretanto, você pode vencer essa queda de braço caso o seu negócio tenha um diferencial que os concorrentes não têm.

– Problemas com fornecedores existem:

A escolha de um fornecedor é essencial para o modelo Dropshipping, como você pode ver em todo o conteúdo até aqui.

Portanto, escolher um fornecedor errado é o caminho certo para fracassar, logo no início.

Logo, um fornecedor que seja de baixa qualidade pode arruinar a sua reputação, pois, naturalmente irá haver problemas como:

  • Erros de envio;
  • Problemas na hora de empacotar;
  • Entregas realizadas fora do prazo;
  • Tempo de resposta da transportadora muito longo.

Por se tratar de problemas que estão fora do seu controle, você precisa ter uma comunicação bem direta com o seu fornecedor para que tudo seja corrigido o quanto antes.

– Estoque pode ser mais difícil de gerenciar:

É essencial que você mantenha um grande controle de registro do seu fornecedor para poder alinhar o que ele tem no estoque dele com o seu.

Assim, o cliente não vai comprar um produto do qual o seu fornecedor não tem.

– Atendimento ao cliente:

Você é a porta de comunicação com o seu cliente.

Portanto, qualquer problema que acontecer, seja aqueles que não é sua responsabilidade, você vai precisar lidar com ele.

Assim, a sua empresa pode aparecer até com certa frequência no Reclame Aqui.

Entretanto, saiba que esse não é o problema, contando que a sua empresa consiga resolvê-lo.

Logo, esteja com uma comunicação perfeita com o seu fornecedor.

Como você pode começar no Dropshipping?

#1 – Encontre um mercado que vende:

Encontrar pessoas que compram o seu produto é certamente um dos maiores desafios na hora de abrir um negócio, não é?

Então, naturalmente isso pode ser um obstáculo, que seja até exaustivo, fazendo muitos desistirem logo na primeira etapa.

Portanto, mantenha o foco.

Quando você investe em Dropshipping, você vai ver diversos produtos idênticos em outro site, já que eles são commodities.

Nesse caso, avalie uma maneira de apresentar um diferencial para o seu negócio e assim, alcançar os resultados que espera.

Comece criando uma persona bem específica e que venha a se tornar leal ao seu produto, assim, os seus ganhos serão de grande escala.

#2 – Encontre fornecedores que atuam no modelo Dropshipping:

Agora você precisa buscar pelo seu fornecedor. Lembre-se que ele é metade do seu negócio.

Assim, não vai adiantar vender se não entregar o produto.

Comece pesquisando nas redes sociais e em motores de busca, como o Google e classifique os de má e boa reputação.

Fornecedor de dropshipping

Fóruns de discussão também são ótimas alternativas, pois, podem ter pessoas que já passaram por situações bem difíceis com fornecedores e que você deve evitar.

Desta forma, vai ficar muito mais simples para você fugir de problemas que irão prejudicar o seu negócio, antes mesmo de ele nascer.

#3 – Comece a fazer testes:

O mundo dos negócios é um grande cenário de testes e aprovações.

Assim, como em qualquer tipo de negócio você deve começar com poucos fornecedores e poucos produtos.

Isso vai te ajudar a se adequar ao modelo e também, corrigir os erros que podem surgir.

Além disso, você pode ver quais produtos são mais interessantes para os seus clientes e o que não vai nada bem.

#4 – Quem são os seus concorrentes?

Todo mundo que está entrando no Dropshipping deseja conquistar o seu lugar ao sol, mas, nem todos conseguem.

Por essa razão, não deixe de buscar pelos seus concorrentes antes de começar a vender.

Como a sua loja, na visão do cliente é uma loja comum, pois, como mencionamos, ela não diz que é Dropshipping, os seus concorrentes são as empresas que vendem os mesmos produtos que os seus.

Encontrando essas lojas, veja o que eles estão vendendo, condições de pagamento entre outros itens.

Hoje em dia a internet está cheio de ferramenta para você investir os seus concorrentes.

Inclusive tem até extensões e plataformas que só fazem isso, inclusive no mercado livre, o maior marketplace do país.

Por fim, não custa nada dar uma olhada nos anúncios que os concorrentes estão fazendo para que possa fazer melhor e assim, converter mais vendas.

#5 – Registre o seu domínio:

Agora que você sabe o que é Dropshipping, como ele funciona e o seu nicho e persona, chegou o momento de você registrar um nome.

A primeira coisa que você precisa saber é que o nome do seu negócio precisa ser rakeavel, ou seja, tenha, pelo menos, o termo do seu nicho.

Alguns exemplos é, se a sua loja vende sapatos, use então “VendaDeSapato.com.br” ou algo que seja próximo a isso.

Mas, tentando manter o sapato, pois, toda vez que digitarem sapatos, a chance de a sua empresa aparecer ali é enorme.

#6 – Use um provedor que seja direto:

Com um nome pronto, chegou a hora de você buscar um lugar que irá ser a sua loja virtual.

Mesmo que o WordPress seja uma plataforma incrível, ele não é específico para esse papel e, nesse momento, o seu foco precisa ser vendas.

Uma novidade bem legal é que a NuvemShop criou uma parceria com o Aliexpress e a empresa chinesa decidiu diminuir o prazo de entrega aos seus clientes em SETE DIAS.

Então, as mercadorias que demoravam três meses, não demoram mais.

Essa é a maneira mais simples.

Caso você queira ainda assim trabalhar com o WordPress, tudo bem. Mas você vai precisar também acessar diretamente os seus fornecedores e negociar com eles.

No Brasil, poucos fornecedores aderiram diretamente o modelo do Drop, mas, você pode influenciar esse movimento e se tornar um dos maiores do ramo se utilizando de produtos nacionais.

#7 – Adicione os produtos:

Para finalizar, chegou o momento de cadastrar todos os produtos e depois, automatizar esse processo, com planilhas para que o estoque esteja alinhado com o fornecedor.

Produtos de dropshipping

Esse passo, vai diminuir a dor de cabeça.

#8 – Métodos de pagamento:

O mundo está cheio de engraçadinhos e você, precisa tomar cuidado com isso.

Busque por meios de pagamento que, além de lhe converter boas vendas eles evitem que você venda para fraudadores e assim você não perde dinheiro.

Esse cuidado é mais para vendas com cartão de crédito viu? Não se assuste se o, mercado pago, um ótimo checkout de transparência de pagamentos, por exemplo, não aceitar um método de pagamento de um cliente.

Mesmo que isso seja uma situação chata, você está sendo protegido de picaretas.

Além do mercado pago, que tem todas as bandeiras, você pode oferecer Pix e boleto bancário.

Agora que você entende bem o que é o Dropshipping e suas funcionalidades, já poderia colocar em prática, mas se deseja pular uma grande etapa de erros e acertos e em pouco tempo estar ganhando grana o suficiente par viver exclusivamente de dropshipping, tenho uma dica de ouro, que é o curso Vivendo de Dropshipping. Esse eu recomendo pois foi o curso que eu fiz, quando decidi me arriscar no drop, por indicação de um amifo e que hoje me permite ganhar 10x mais o que eu ganhava como funcionário CLT. Não tem desculpa pra não comprar o curso, vc pode parcelar em 12x, o que drá de menos de R$15 por mês. Clique abaixo para saber mais:

 

Vivendo de dropshipping

4.9/5 - (28 votes)

Deixe um comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Cadastre-se

Cadastre-se para receber nossas novidades e matérias.