troca-de-links
Trocar backlinks é realmente uma boa tática para SEO?
18/02/2018
seo autopilot
Seo AutoPilot: Apresentamos o melhor software de SEO (com desconto especial)
25/03/2018
Exibir tudo

404 redirect? Você está fazendo isso errado.

erro-404-pagina-nao-encontrada
404 redirect? Você está fazendo isso errado.
5 (100%) 1 vote

Muitos sites, pelo menos 200.000 usuários do WordPress, hoje estão direcionando (via 301 redirect) suas páginas não encontradas para uma página específica, geralmente a homepage, partindo do princípio que o Google não gosta de páginas com erros. Realmente o Google não gosta de um site cheio de páginas 404, pois isso é muito ruim para a experiência do usuário. Mas então quer dizer que direcionando todas essas páginas para a homepage, além de zerarmos nossas páginas de erros ainda fortaleceremos a nossa homepage com o juice atribuído a ela? A resposta é NÃO.

Por que não fazer o redirect 404 para o 301?

O Google considera a técnica de direcionar várias páginas para uma única página um footprint, ou seja, uma técnica ilícita para transferir o link juice atribuido a páginas não mais existentes para um mesmo destino.

E como você sabe disso? Ninguém conhece o algoritmo do Google.

Através de testes. O algoritmo do Google por razões obvias não é divulgado, então todas as nossas conclusões são tiradas com testes e mais testes. Quem costuma trabalhar com PBNs com domínios expirados e plugins de redirect 404 ativados, certamente já passou por problemas de ter seu site desindexado pelo buscador da noite pro dia.

Principais casos de 404

Situação 1: O erro 404 é proveniente de um apontamento para um link externo porém com erro de digitação.
Solução: Contatar o dono do site e pedí-lo para corrigir o link.

Situação 2: O erro 404 é proveniente de um apontamento para um link interno porém com erro de digitação.
Solução: Você mesmo deve arrumar o link de origem.

Situação 3: A página direcionada realmente não existe mais.
Solução: Nesse caso precisamos entender se ela foi substituida. Se SIM, basta redirecionar para a nova página, se NÃO analise o juice dessa página, quantidade e tráfego e veja se compensa investir tempo em reconstruí-la.

DICA: Se a página não existe mais porém ainda está indexada no Google aproveite essa indexação e recrie a página para manter o link ativo e o juice que lhe foi atribuído e então distribua esse juice para as páginas que desejar.

Falsas páginas 404

Existem alguns casos de páginas com o erro 404 não estarem realmente com o status 404, vamos exemplificar dois exemplos:

    1. Por falta de conhecimento um desenvolvedor pode atribuir a uma página a informação de 404 para página não existente porém seu status pode ainda estar configurado como 200 (OK), que seria de uma página carregada com sucesso.
    2. Em alguns casos o seu site pode estar configurado para automaticamente direcioná-lo para uma página pai caso a página em questão não tenha sido encontrada, porém mantendo a url da página digitada, com isso manterá o código 200 e ainda será uma cópia da página pai (conteúdo duplicado).

Portanto se você encontrar em uma página 404 o status 200 (ok), 302 (redirecionamento temporário) ou um 301 (redirecionamento definitivo) sem uma página 404 substituta, algo está errado. Se o status estiver como 404, tudo está ok.

Como saber o status http de uma página específica?

Oferecemos uma ferramenta de análise de status HTTP totalmente gratuita (porém ainda em versão beta), clique aqui para usá-la.

Customizando a página 404

Após detectar que sua página 404 está corretamente configurada, vamos entender como customizá-la. Alguns temas possuem em suas configurações (opções do tema) a opção para configuração dessa página, caso seu tema ofereça essa recurso, você pode utilizar um plugin como o 404page que permite criar e customizar sua página 404.

Mas qual a melhor forma de customizar a página 404?

Quando alguém cai em uma página 404,  temos que nos preocupar em mantê-lo em nosso site, para diminuir o bounce rate (taxa de abandono), portanto o ideal é criarmos uma página diferente da página padrão “Erro 404: página não encontrada”, que faça com que o usuário clique em algum link de sua página e continue navegando. Costumo colocar links pro meus principais itens de menu, além de meus últimos posts ou, dependendo do caso, meus posts que geram mais engajamento ou que tenham mais acessos, pois certamente esses são os posts que mais interessam ao meu público. Um pouco de bom humor na mensagem de erro também nunca é demais e pode atrair a atenção do usuário. Repare na tela de 404 que utilizamos neste site:

erro-404-screenshot

Note que mantivemos o footer e o cabeçalho, adicionamos um pouco de humor para entreter o usuário e logo abaixo os principais links e ao lado os posts em destaque. Claro que não necessariamente você precisa criar uma página neste estilo, pode e deve seguir a identidade de sua página, porém tenha em mente sempre que o seu intuito é manter o usuário navegando em sua página.

E os plugins que buscam resolver o problema do 404?

Muitas vezes o usuário deseja acessar uma página seusite.com/comprar-um-carro porém acaba digitando seusite.com/comrpar-um-carro. E se um plugin pudesse distinguir esse erro e direcioná-lo pra página correta? Existem alguns plugins com essa finalidade, gratuitos e pagos. Existem ainda plugins que direcionam o usuário para a pasta de nível inferior existente a página ou pasta não existente. Pessoalmente conheço pessoas que utilizam esses plugins e gosto bastante. Já testei alguns deles  e meu retorno não foi positivo, pois muitas em meus próprios testes eu era redirecionado para conteúdo diferente do que buscava, mesmo eu tendo este conteúdo em meu site. Então minha sugestão ainda é que cuide de seu site para que ele tenha o mínimo de 404 possíveis e sempre que o usuário cair nesta página, que ele tenha ainda uma boa experiência em relação ao conteúdo do meu site, e se mantenha navegando nele.

O que achou? Deixe sua opinião e nos conte como gerencia suas páginas 404 hoje.

Valeu e até a próxima matéria!

 

 

Comments are closed.

Gel Reduction Funciona

detophyll

conutherm

colastrina

quitoplan